Mostrando postagens com marcador Educação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Educação. Mostrar todas as postagens

O século da criança através do design

O Design Modernista para crianças


Para experimentar o dito de que a infância é uma invenção recente nada melhor do que a proposta da mostra “Century of the Child: Growing by Design, 1900–2000”, em exposição até o dia 5 de novembro de 2012 no MoMA de Nova York. Os 100 anos de infância retratados através do Design mostram a evolução na concepção de educação da criança. Se antes era exigida a disciplina e a punição, com vistas a um amadurecimento rápido, no século XX floresce a ideia de que as crianças são fundamentalmente diferentes dos adultos e devem ser tratadas como tal.

A mostra examina a intersecção do design modernista e pensamento moderno sobre crianças. Um estudo rico e instigante recheado de coisas intrigantes para olhar - cerca de 500 itens, incluindo mobiliário, brinquedos, jogos, cartazes, livros e muito mais.


Julieta Kinchin, curadora de arquitetura do MoMA e departamento de design que organizou a exposição junto com Aidan O'Connor, um assistente curatorial, observa na introdução do catálogo que nenhum período da história da humanidade foi tão investido na preocupação com as crianças como o século XX. O ponto de partida da mostra é o livro da escritora sueca Ellen Key que, em 1909, previa que tal século teria como foco os direitos, o desenvolvimento e o bem-estar das crianças – considerados por Key como de importância fundamental para a sociedade. A exposição apresenta áreas pouco representadas na história do Design, incluindo a arquitetura de escolas, design de roupas infantis, playgrounds, jogos e brinquedos, hospitais infantis, equipamentos de segurança, creches, móveis e livros.


“São visões individuais e coletivas do mundo material das crianças, desde sonhos utopicos de “cidadãos do futuro”, até a realidade obscura da exploração infantil e de conflitos políticos”, assinalam os curadores.
Mais de 100 anos após o livro de Key, são diversas ideias que ilustram a confluência do design e da infância moderna ao longo do século: como o design progressista influenciou o desenvolvimento fisico, intelectual e emocional das crianças e, por outro lado, como modelos de pedagogia e jogos infantis inspiraram o design experimental.



Trabalhar especificamente para crianças trouxe liberdade e criatividade únicas a arquitetos e designers vanguardistas.
O website da exposição ilustra, em 7 sessões, o resultado dessa mostra fascinante. Confira.

Uma linha do tempo dividida em décadas apresenta alguns dos brinquedos em exposição.
A capa do livro da exposição revela além das brincadeiras: um ambiente mais sombrio, a fuligem, o edifício degradado, latas de lixo transbordam, um pátio de asfalto espalhado. Para Julieta Kinchin, esta fotografia em movimento, tirada em Glasgow, em 1970, capta o poder do design para isolar as crianças das circunstâncias muitas vezes adversas em que se encontram, um universo imaginativo de sua própria criação.




Miyamoto: um mundo de criações sem violência

O designer ícone dos games é o ganhador do PrêmioPríncipe das Astúrias de Comunicação e Humanidades 2012


Miyamoto: o videogame como meio de unir pessoas
O designer Shigeru Miyamoto, 59 anos, criador de Mario Bros., e Donkey Kong e The Legend of Zelda, entre outros, concorreu com outros dois finalistas selecionados pelo júri, a agência de fotografia Magnum e o filósofo francês Edgar Morin. O júri elogiou Miyamoto por transformar o videogame num meio de unir pessoas de todos os sexos, idades, status sociais e culturas. O designer, funcionário da Nintendo desde 1977, foi prestigiado por manter a violência longe de suas criações.
O japonês também é o criador do jogo didático Brain Trainning e do videogame Wii Fit. Ainda segundo o júri, Miyamoto “é o principal artífice da revolução do videogame didático, formativo e construtivo. Ele não só é o pai do videogame moderno, mas conseguiu, com sua grande imaginação, criar sonhos virtuais para que milhões de pessoas de todas as idades interajam, gerando novas formas de comunicação e de relação, capazes de traspassar fronteiras ideológicas, étnicas e geográficas”.
O evento anual espanhol acontece desde setembro de 1980 e premia pessoas notáveis que trazem grandes conquistas para a humanidade.


Fonte:
http://www.fpa.es/